Banco Central aprova 762 instituições para o Pix

Fonte: O Globo
26/10/2020
Tecnologia

O Banco Central (BC) anunciou na quinta-feira, dia 22, que 762 instituições financeiras poderão ofertar o Pix, novo sistema de pagamentos e transferências instantâneos, a partir do dia 16 de novembro. Esses bancos, fintechs e financeiras passaram pelos testes e estão aptos para ofertar o serviço com segurança.

Entre as instituições aprovadas estão os cinco grandes bancos, Bradesco, Itaú, Santander, Caixa e Banco do Brasil, além das fintechs, como o Inter e o Nubank e de cooperativas, como o Bancoob. Na avaliação do Banco Central, a variedade de instituições preparadas para ofertar o serviço mostra que o Pix trará competitividade para o sistema financeiro.

“A quantidade e a diversidade das instituições que estão aptas a ofertar o Pix reforçam o caráter aberto e universal do arranjo de pagamento, evidenciam a grande competitividade que o Pix traz ao mercado e demonstram o forte engajamento dos diversos agentes para a adoção do Pix”.

O período de cadastramento das instituições para começar a operação no lançamento do Pix acabou no dia 16 de outubro. No entanto, o processo de adesão será reaberto permanentemente a partir de dezembro deste ano.

Com o Pix será possível pagar boletos, contas de luz, impostos ou compras. Ele será mais um meio de pagamento e mais uma maneira de transferir recursos, como TED e DOC, com a vantagem de permitir operações em qualquer hora do dia e instantaneamente.

Chaves Pix

O número de chaves Pix registradas também é considerada um sucesso pelo Banco Central. Até a última segunda-feira 42,2 milhões de chaves foram cadastradas, lembrando que cada pessoa física pode ter cinco chaves por conta, enquanto uma pessoa jurídica tem o limite de 20 chaves.

A “chave Pix” funciona como a identificação do usuário dentro do sistema. A ideia é que agilize todo o processo de pagamentos e transferências, exigindo menos informações de quem vai receber os recursos.

Atualmente, no caso do TED, são exigidos dados como agência, conta, CPF e nome do beneficiário. O Pix pede apenas uma das seguintes informações: CPF ou CNPJ, e-mail, número de celular ou chave aleatória alfanumérica, essas serão as “chaves Pix”.

Desenvolvido por:

Desenvolvido por: